Novidades versões anteriores Autodesk® Revit®

Revit® 2015

Arquitetura

  • Opções de visualização



Uma nova opção de visualização foi acrescentada: Sketchy lines. Esta, como o próprio nome indica, permite transformar o modelo como um esquiço. Esta nova função é controlada por vista e pode-se aplicar em vistas 2D e 3D.
Possibilidade de ligar e desligar o Anti-aliasing por vista
Melhorias no desempenho em Ray Trace.
  • Interoperabilidade 
Melhorias na exportação e importação de modelos IFC, permitindo importação desse modelo como referencia externa.
  • Tabelas 

Alterações substanciais e interessantes nas configurações das tabelas, permitindo várias possibilidades de formatação e inserção de imagens: imagens para o tipo e instância; parâmetros adicionais; personalização do Total global (Grand Total), possibilidade de utilização de mais filtros.
  • Ordenação dos parâmetros nas famílias
Quando da criação de parâmetros nas famílias, é agora possível mover os parâmetros por grupos. É também possível alterar a posição dos mesmos ou mesmo ordenar por ordem alfabética. Agora todos os novos parâmetros são adicionados no final do grupo.
  • Melhoramentos nas Revisões


Foram melhoradas as ferramentas existentes de revisões, permitindo agora não só outro tipo de objetos quando do desenho das revisões, como também eliminar revisões.
  • Melhorias de Produtividade 

Possibilidade de efetuar o Trim/Extend de vários objetos de uma única vez.

Possibilidade de alteração de uma vista referenciada a outra
Possibilidade de vincular (link) modelos diretamente na caixa de diálogo do Manage Links
Excluir elementos fixados quando pretendido

Ao duplicar uma vista, passamos a ter um novo nome em que o nome original continua como anteriormente e o Copy1 passa sufixo (Level 1 Copy1 em vez do anterior Copy 1 level 1)


Maior consistência das linhas de chamada das etiquetas (Tags).
Possibilidade de criação de parâmetros partilhados (shared parameters) nas famílias View Title
 
Caminho único para a definição dos Keynote
  • Melhoramentos em APIs 
  • Novo Service Framework 
  • Novas possibilidades em Revisões, Núvens de Revisões e Folhas 
  • Novas possibilidades com as Stacked Walls 
  • Melhorias em Visibility Graphics 
  • Definição do tipo por defeito para a criação de elementos 
  • Opções de inserção das instâncias para elementos hospedados ou em planos 


Especialidades

  • Melhoramentos no dimensionamento 
Utilização de Servidores de Cálculos internacionais

Utilização das equações de Haaland e Colebrook para dimensionamento dos fatores de fricção das tubagens
  • Anotação do Modelo 
As etiquetas ao longo dos dutos podem variar, por exemplo, de caudal, velocidade e/ou fricção, isto é, estas reportarão corretamente os valores sem mostrar Multiple Values
  • Melhoramentos em APIs 
Possibilidade de criação de todas as formas de fios através de API
  • Melhoria de ferramentas de aprendizagem
Janelas de ajuda (tooltips) por defeito e definidas pelo utilizador




Estabilidade

  • Modelação 
  • Perfis baseados em catálogos 
  • Quantificações melhoradas 
  • Análise de verificação efetuada diretamente nos modelos Revit 
  • Coordenação do Sistema de Coordenadas Locais 
Maior consistência entre eixos analíticos dos pilares e vigas
                               
Visualização dos Sistemas de Coordenadas Locais sobre os elementos de análise estruturais
  • Documentação de construção
Possibilidade de documentação das linhas invisíveis
Novos parâmetros disponibilizados associados à secção dos objetos estruturais
Anotações múltiplas aos estribos
  • Armadura 
Diferente representação para um conjunto de armaduras em cada vista
  • Numeração da armadura

Numeração automática da armadura
  • Pré-fabricados
Inserir reforços em Parts (aplicado a paredes e lajes)
  • Modelação 


 
Maior precisão na construção e modelação do modelo “as-built”
  • Justificação gráfica 
  • Manipulação direta 
  • Liberdade de manipulação direta dos elementos 
  • Melhorias nas visibilidades 
  • Plataforma
Modelo analítico para análise energética:
  • Aumento da precisão da Superfície analítica 
  • Elementos “sandwich” 
  • Identificação de vazios nos tetos falsos 
  • Precisão e eficiência nas arestas 
  • Em paralelo: 
    • Simulação automática de 40 soluções 
    • Maior abrangência de eficiência energética 
    • Painel sumário do “Potencial de economia de energia”
  • Autodesk 360 Cloud Rendering: 
  • Rápida renderização da iluminância diretamente do Revit 
  • Simulação da luz natural e artificial 
  • Validação extensiva 
  • Plugin para LEED IEQc8.1 (disponível no Labs) 



  • Energy analysis API: 
  • Execução de Simulação Energética – criação do Modelo Energético Analítico 
  • Possibilidade de guardar em gbXML 
  • Enviar gbXML para o Green Building Studio 
  • Devolver os resultados ao Revit.




Revit® 2014



Arquitetura


  • Deslocação de elementos - Vistas Explodidas 3D




Opção de vistas “explodidas” configuráveis Estas vistas podem ilustrar os elementos do modelo e as suas relações com o modelo como um todo. Estas podem ser definidas em vistas 3D (ou em perspetiva) podendo os objetos serem movimentados através dos 3 eixos (X, Y e Z) numa determinada distância, sendo também possível marcar o deslocamento através da utilização de um tracejado a representar o mesmo. Permite, assim, criar modelos informativos muito úteis.
  • Propriedades, Explorador do Projeto, Explorador de Sistemas agora ancoráveis




Possibilidade de combinar as múltiplas janelas através de uma única janela com separadores, facilitando assim o acesso a cada uma delas sem haver a necessidade de estarem constantemente aberta, ocupando área de desenho.
  • Configuração da Ação de Duplo Clique

Na continuidade do que tem sido implementado nas últimas versões, é possível a partir de agora configurar as ações de duplo clique, seja para edição de famílias, para edição de assemblagens, editar perfis, etc. Esta configuração é facilitada através de uma caixa de diálogo.
  • Interoperacionalidade
Sempre com o objetivo claro de uma melhoria constante no Workflow de desenvolvimento de projeto, onde a troca de ficheiros entre especialidades e, por consequência, necessidade de alteração das extensões dos ficheiros, foram implementadas melhorias na exportação para IFC, DWF®, DWG®/DXF®, e melhorias nos “Layer Standards”. Foram também efetuadas melhorias na importação de IFC e DWG®/DXF®. Uma novidade também interessante é a possibilidade de importar e converter sólidos 3D em elementos Revit 3D.
  • Editor de Materiais

Mais uma vez o Editor de Materiais sofre alterações. No entanto, e para quem conhece a alteração efetuada na versão 2013, as atuais resultaram numa melhor organização e simplificação da criação e configuração dos materiais, apesar de continuamos a ter de utilizar os “assets”, mas tornam-se mais simples de duplicar, criar e editar.
  • Produtividade

Foram acrescentadas novas ferramentas que aumentarão a produtividade e o desenvolvimento de algumas operações de mais difícil obtenção ou, em algumas situações, inexistentes. Entre elas destaco a alteração da ordem de imagens, o alinhamento de padrões em superfícies divididas, etiquetas de materiais em vistas 3D bloqueadas.
  • Regiões de corte (Crop Regions) não retangulares
Finalmente… finalmente!! 
Plantas e detalhes com limites não regulares… pois! Consequência? Claro está, melhora a apresentação e os layouts, mais facilidade na organização de detalhes.
  • Tabelas

É verdade… também! Podem ler novamente o tópico; melhorias nas tabelas!
Formatação de tabelas e texto com mais opções, capacidade de adicionar imagens nos cabeçalhos das tabelas, novas opções de configuração gráfica das tabelas, melhorias no acesso aos dados disponibilizados pelo modelo são algumas das melhorias.
Mas estamos no bom caminho…
  • Seleção de Objetos ou Grupo de Objetos

Agora selecionar objetos torna-se mais simples com as novas opções de seleção, ou seja, novos auxiliares de seleção.Foram disponibilizados novos filtros de seleção, seja poder ignorar elementos de Links, elementos em “Underlay”, selecionar um objeto pela sua face e não pela sua aresta, ignorar elementos bloqueados (“Pin”).
Estas opções veem simplificar os processos de seleção múltipla.
  • Alçados recortados
Chegou aos Alçados… 
Podemos agora manipular a linha do plano de corte dos alçados, tal como nos cortes, permitindo, assim, realizar vistas mais complexas ou excluir elementos dos mesmos.
  • View templates” temporários
Quem já tinha dado por falta dessa necessidade? Confesso: eu sim!

Agora temos a possibilidade de aplicar modelos de vista mas de forma temporária, com a possibilidade de efetuarmos qualquer alteração no mesmo sem que essas sejam gravadas no modelo e sem afetar a vista quando da impressão.
  • Melhoria na Performance Gráfica







Quem não desesperou com a lentidão em fazer alguns comandos quando a vista tem as sombras ligadas ou outros efeitos? Pois bem…
É possível desligar os efeitos gráficos durante a execução dos comandos Pan, Orbit e Zoom, melhorando desta forma a performance.
  • Escadas e Guardas

Melhorias há muito aguardadas das novas ferramentas de escadas e guardas da versão 2013… Entre elas:
  • linha de localização com múltiplas opções (ex: centro, esq. dir. etc); 
  • dimensões temporárias durante o desenho da escada; 
  • representação da escada melhorada; 
  • novas opções permitem personalizar a ligação com outros elementos como lajes; 
  • melhorias na manipulação direta dos patamares das escadas; 
  • melhorias várias na modelação das guardas; 
  • Nuvens de Pontos
Apesar de ainda pouco utilizado no nosso país, também verificaram-se melhorias quando da utilização de levantamentos de pontos. Assim, foi integrado um novo motor de gestão das nuvens de pontos, disponibilizando assim novas opções, nomeadamente snap para pontos e deteção de planos. Novas opções para controlo da visualização também foram incluídas.
  • Dimensões alternativas
Agora também é possível a representação simultânea da unidade principal de cotagem e, agora, também permite uma unidade de cotagem alternativa.

Especialidades

  • Terminais de Ar aplicados nos Ductos
Agora é possível a colocação de terminais diretamente nos ductos, bem como foi acrescentado novo conteúdo de terminais. Foram efetuados melhorias no cálculo de dimensionamento considerando o caudal.
  • Constrangimentos angulares
Um novo constrangimento foi adicionado aos objetos: restrição dos ângulos disponíveis quando da adição ou modificação de elementos. Agora os ductos, condutas e caminhos de cabos passam a poderem ser restringidos por valores incrementais, ou específicos. As tubagens podem ser constrangidas apenas por valores específicos.
  • Possibilidade de Inserção de Topos de Fim de Ductos
Agora é ainda mais simples de aplicar “tampas” de ductos, podendo aplicar-se a todos os topos abertos de forma automática. Da mesma forma, passa a existir a possibilidade de os aplicar nas preferências de modelação, em ”Routing Preferences”.
  • Tabelas de controlo internas
As tabelas de controlo (Lookup Tables) passam a estar na família, deixando de ser necessário utilizar os ficheiros CSV externos. Podemos importar, exportar ou apagar as tabelas de controlo.
  • Cálculo melhorado para Ductos e Tubagens
Foi disponibilizado o dimensionamento na API, permitindo assim a capacidade de usar cálculos independentemente da região. Foram também melhorados os cálculos dos ductos (possibilidade de incluir um método de perda de pressão por ducto e acessórios. Foram disponibilizadas ferramentas para validação dos cálculos realizados.
  • Modelos para Águas Residuais
Através do modelo de águas residuais, a modelação do sistema de águas e esgotos é agora mais fácil. Este novo modelo suporta drenagem de águas pluviais, águas residuais, entre outros sistemas. Com o objetivo de obtenção de um modelo mais eficiente estão agora disponíveis vistas especificas para o projeto dessa especialidade.
  • Possibilidade de Divisão de Sistemas
É agora possível dividir sistemas grandes em conjuntos menores (sistemas individuais). Esta divisão torna os sistemas mais facilmente manuseáveis de forma mais simples um sistema pode ser uma coleção de várias redes físicas separadas. Esta nova ferramenta só está disponível quando existem várias redes físicas dentro do sistema selecionado. Foi também disponibilizado um novo menu de conteúdos e explorador de sistemas.

Estabilidade

  • Modelo analítico
Nesta versão, o modelo estrutural analítico foi melhorado em áreas diferentes. Essas melhorias podem ser confirmadas através da possibilidade maior controlo sobre o modelo analítico e uma melhor visibilidade do mesmo. Foram implementadas melhorias no ajuste do modelo analítico em paredes. Este maior controlo sobre os modelos analíticos são também conseguidos graças aos filtros por nós e conecções. É também possível anotar os modelos analíticos através de etiquetas identificativas dos nós com a ferramenta “Tag All Not Tagged”. Temos também tabelas mistas de elementos analíticos e físicos.
  • Armaduras e Reforços

Existe um novo recurso nas configurações dos reforços que permite incluir “ganchos” na definição da forma dos vergalhões. Com esta nova opção, esses ganchos não influenciam a forma dos vergalhões. Esta possibilidade melhora a definição de códigos de acordo com normas europeias.
Esta nova funcionalidade permite também arredondamentos dos vergalhões estruturais (comprimentos da barra, comprimento do segmento da barra e reforço do tecido estrutural). Estas configurações podem ser definidas na caixa de diálogo “Reinforcement Settings”.
  • Armaduras: posicionamento, constrangimentos e personalização
Foram disponibilizados novos tipos de definições para as armaduras, bem como permite agora um maior controlo sobre a colocação dos elementos.
  • Etiquetas de Armaduras
Existe um novo tipo de etiquetas para multi-elementos: “Multi-Rebar Annotation”. Esta etiqueta permite inserir uma única etiqueta com mais informação.
  • Posição das Vigas e Cintas
Temos agora disponível um maior controlo sobre a localização dos elementos da estrutura; esses recursos estão disponíveis para vigas de aço e cintas.
  • Mudar a ordem do "Join Geometry"
Nova opção que permite alterar a ordem como se unem os elementos com o comando “Join Geometry”.


…e por último! 
Reparou que o símbolo do Revit foi alterado? Não? Então volte atrás e confira!








Revit® 2013

Building Design Suite 2013

 
Com o aparecimento do Design Suite 2013, surge uma nova versão do Revit, que apenas é fornecido neste pacote, o Revit 2013, o que o diferencia é ser uma única versão multidisciplinar no qual se pode trabalhar na disciplina que nos interessa, trocando facilmente de modelo (template) de projeto e simplificando o trabalho multidisciplinar.
Templates multidisciplina 
Menus diferenciados por disciplina





Autodesk® Revit® Architecture

Algumas novidades há muito aguardadas, vamos assim descrever as principais:
  • Escadas
Passamos a ter escadas com controlo dos elementos individualmente, dos patamares aos degraus, passando pela estrutura. Ferramentas de anotação melhoradas, setas de sentido, elementos ocultos, numeração de degraus.
  • Guardas
No seguimento das alterações na ferramenta de escadas também existem melhorias nas guardas, de forma a aumentarmos a flexibilização do projeto das mesmas.

  • Propriedades físicas dos edifícios
Atribua características aos edifícios e seus materiais para aumentar as capacidades de análise do comportamento energético do edifício, exportação para outras aplicações de cálculo térmico através de formato gbXML.
  • Novas formas de visualização







Vistas interativas com modo Ray Trace. Apresentação de objetos RPC e iluminação em modo de vista realista. Imagens de fundo aplicáveis em todos os estilos visuais, mesmo em alçados e cortes. Controlo de transparências mais completo, correção de "anti-Aliasing"



  • Modelação de elementos pré-fabricados







Novas opções para gerir os elementos transformados em Partes (Parts). União, exclusão e restauro. Afastamento na divisão personalizável com perfis. Novas opções para criar vistas de assemblagens (Assemblies), inclusive em folhas de projeto.
  • Modelos de vistas (View Templates) 
Podemos criar agora novos tipos de modelos para vistas com opções de escolha por disciplina de forma a facilitar a gestão de projetos multidisciplinares e aumentar a flexibilidade de controlar a informação apresentada nas vistas.
  • Importação e Exportação 
Melhorias na fidelidade da informação exportada para DWG, suporte de importação e exportação para DGN V8, exportação melhorada para DWF (ainda não exporta layers diretamente). Certificação do formato IFC v2x3, e add-in para exportar formato IFC v2x4.

  • Melhorias pedidas pelos utilizadores

Como resultado dos pedidos recolhidos no forum do AUGI, os utilizadores receberam o que pediram:
Dividir e repetir;
Melhorias na cotagem;
Procuras no Gestor de Projeto (Project Browser);
Linhas de Eixo mais flexíveis, multi segmentadas;




  • Melhorias gerais
Mais capacidade de configuração do Revit Server.
Maior performance na gestão de grandes projetos.
Revit Exchange, espaço para gerir as aplicações extra que correm no Revit.
Autodesk 360 Rendering (antigo projeto Neon).
Autodesk 360 Energy Analysis.


Autodesk® Revit® Structure

  • Modelo analítico melhorado
Novas opções permitem manipular as lajes em termos analíticos, controlar as aberturas, e a visibilidade dos nós.

  • Ligações analíticas
A criação de ligações analíticas (rigid links) vem permitir aumentar a qualidade do modelo exportado para o Autodesk Robot Structural Analysis Professional 2013. Estes elementos podem ser colocados manualmente e baseados em vários tipos definidos pelo utilizador.

  • Reforço de lajes
As novas opções de reforço de lajes permitem modelar a armadura criada no reforço por área ou por caminho e que anteriormente apenas era visível em vistas seccionadas da laje. Também existem opções para reforço por rede soldada.

  • Autodesk 360 Structural Analysis "Project Storm"


Nova ferramenta de cálculo de análises estáticas processado na "nuvem" retirando desta forma o peso do processamento à nossa máquina, e que permite ainda comparar cenários e soluções.



Autodesk® Revit® MEP


  • Predefinição das propriedades de sistemas
Foram desenvolvidos um conjunto de propriedades que podem ser atribuídas aos tipos de tubagens e ductos, de forma a haver um controlo prévio sobre as suas propriedades, facilitando a modelação e em especial as alterações sobre todo um circuito. Atribuição de materiais realísticos, segmentação predefinida, conexões preferidas.
  • Base de dados de conexões ASHRAE
Passam a estar disponíveis especificações ASHRAE para os conectores de redes AVAC, ligações para ductos ovais, com "taps" e "tees".


  • Ponto para definição de espaço
Esta ferramenta é muito útil pois resolve um problema que era não se poder assignar um equipamento a um certo compartimento se ele não estivesse fisicamente lá contido, não é mais que uma pequena linha editável que vai resolver essa situação permitindo assim cálculos mais rigorosos e realistas.
  • Segmentação entre taps

Esta é outra funcionalidade importante, quando utilizávamos sistemas de ductos com "taps" o sistema não conseguia calcular corretamente os valores antes e depois do "tap" com esta nova versão passa a haver um "corte" virtual do ducto, reportando assim valores antes e depois do "tap" ao nível de caudal perda de carga e velocidade.

  • Linhas de centro MEP 
Algo solicitado desde sempre, a possibilidade de automaticamente termos linhas de centro em ductos circulares, cá está ela com várias funcionalidades ao dispor, sempre na lógica Revit de automaticamente estender as alterações em todo o projeto.
  • Relatórios de perda de carga
Passam a estar disponíveis ferramentas que facilitam a extração de informação sobre as perdas de carga, facilitando o cálculo do ponto mais desfavorável nos projetos de águas.
  • Melhorias a pedido dos utilizadores
Prefixos para representação de diâmetro, de ductos circulares. Novas unidades para pendentes de tubulações, símbolos de subida e descida.

Conclusão

Uma nova versão traz sempre muitas expectativas para os utilizadores, para uns será sempre um copo meio cheio para os outros um copo meio vazio. Na nossa análise prévia ao Revit Architecture, temos a ferramenta de escadas e guardas como a grande evolução desta versão e que vem responder a algo que era solicitado já há algum tempo. Depois temos as novas formas de representação gráfica que vão trazer valor às nossas apresentações de forma simples e rápida, atentem na ferramenta de Ray-trace. Para quem trabalha com elementos pré-fabricados vale bem a pena analisar a utilidade dos "Parts" e "Assemblies" que a partir de agora se afirmam como elementos válidos para projetos com elementos pré-fabricados ou na fase de gestão de projeto construtivo para a criação de modelos "as construction" que representem fielmente o modelo a construir, facilitando a sua gestão e preparação. Também merecem uma chamada de atenção os pequenos melhoramentos em resposta aos pedidos dos utilizadores, e que visam aumentar a produtividade diária do nosso trabalho em Revit.

No Revit Structure, algumas novas ferramentas relacionadas com as armaduras e reforços, cálculo online e ligações analíticas que vão consolidar os nossos modelos em termos de cálculo e representação fiel da construção.


No Revit MEP, todos vão apreciar a nova linha de centro, novas opções para predefinição de sistemas de ductos e tubagens, cálculos de perda de carga e outras funcionalidades ligadas à análise e ao modelo energético.

Assim sendo pensamos que é uma versão para começar a utilizar desde já, aproveitando bem as suas novidades de forma a rentabilizarmos o investimento na mesma. Existem outras funcionalidades que temos referido noutros artigos ligadas à subscrição, como a interoperacionalidade com os outros softwares Autodesk, donde destacamos uma melhor ligação Revit » 3dsMAX, e Revit » Navisworks.




Revit® 2012

Autodesk® Revit® Architecture


Funcionalidade: Ferramentas de modelação para a construção
Informação: Novas ferramentas de modelação vão aumentar a coordenação do projeto com as múltiplas fases de desenvolvimento, facilitando a integração do modelo de projeto com o modelo de construção aumentando assim a avaliação dos processos construtivos no modelo virtual. Melhorias importantes para a realização de um projeto de execução mais avançado.
Criação de assemblagens: funcionalidade que permite agrupar múltiplos elementos, e gerar automaticamente vistas, tabelas e peças desenhadas apenas desses elementos.
Separação de elementos: funcionalidade que permite desmontar elementos multicamadas, como lajes, paredes e coberturas.


Funcionalidade: Biblioteca de Materiais
Informação: Facilidade na criação da sua própria biblioteca de materiais, de forma a facilitar a standardização entre projetos e aumentar a colaboração entre membros da equipe de projeto. Nova funcionalidade para apagar materiais não utilizados.


Funcionalidade: Personalização do dimensionamento
Informação: Novos melhoramentos na personalização de estilos de dimensionamento, permite melhorar a representação dos textos e linhas de chamada.


Funcionalidade: Fidelidade em DWG
Informação: Melhoramentos na exportação para formato DWG™ permitem mapear categorias e subcategorias de objetos de Revit a layers no ficheiro DWG, dando também um maior controlo sobre a utilização de linhas, tramas e fontes de texto nativas do DWG.

Funcionalidade: Melhoramentos no trabalho em grupo
Informação: Os melhoramentos no trabalho em grupo aumentam a capacidade de utilização de modelos partilhados no grupo de trabalho. Aumento de visibilidade sobre os elementos associados aos utilizadores, estado de utilização, melhor gestão dos fluxos de trabalho.

Funcionalidade: Revit Server
Informação: A solução Revit® Server ajuda a que equipes de trabalho colaborativo em instalações diferenciadas possam colaborar e trabalhar mais facilmente em modelos partilhados através de redes WAN (wide-area network)

Funcionalidade: Opções de Visualização e apresentação.
Informação: Melhoramentos na visualização permitem oferecer uma maior flexibilidade na conjugação e utilização das opções de apresentação.

Funcionalidade:Ferramentas de análise energética conceptual *
Informação: A Análise energética na fase conceptual do projeto permite um apoio ao projeto sustentável nos estágios iniciais do projeto. Utilizando a “cloud-computing” pode comparar os consumos de energia ao longo do ciclo de vida do projeto e utilizando ainda alternativas de design desenvolvidas com o Revit Architecture ou o Revit MEP.
*Esta aplicação está apenas disponível a clientes com subscrição ativa do Revit®.
  
Funcionalidade: Suporte à utilização dos dispositivos 3Dconnexion
Informação:
Os dispositivos 3Dconnexion são suportados em Revit para uma melhor navegação em vistas 2D e 3D. Podem ser utilizados em conjunção com o uso habitual do rato sem interferência de processos, aumentando a capacidade de visualização.

Autodesk® Revit® Structure



Funcionalidade: Modelo Analítico melhorado
Informação:
Aumento da capacidade do Revit Structure na manipulação da informação analítica dos modelos, para resolver melhor as questões relacionadas com a exportação de modelos para aplicações de cálculo estrutural.


Funcionalidade: Aumentos de funcionalidades na modulação de armaduras
Informação:
Novas funcionalidades que aumentam a capacidade de definição das armaduras em termos de visualização e detalhe.


Autodesk® Revit® MEP



Funcionalidade: Tubagens com pendente
Informação: A nova ferramenta de definição de pendentes nas tubagens, aumenta a produtividade, no desenho das redes. Permitindo criar uma tabela de valores a partilhar em múltiplos projetos.


Funcionalidade: Navegador de sistemas
Informação:
Aumente a sua flexibilidade no desenho e gestão dos sistemas do seu projeto. Novo gestor de informação e manipulação dos equipamentos integrantes dos sistemas.

Funcionalidade: Melhoramentos dos Sistemas
Informação:
Crie e defina novos sistemas, nomeando e atribuindo códigos, criando inclusive novos tipos de sistemas. Aceda a informação gráfica personalizável – cor, tipo de linha, espessura - de elementos integrantes dos vários sistemas.


Funcionalidade: Posicionadores de Ductos e Tubagens
Informação: Aumenta a definição dos traçados nas fases iniciais de projeto, sem a necessidade de modelar os Ductos e tubagens, mas permitindo a sua conversão e dimensionamento posterior.


Funcionalidade: Ferramenta para isolamento forro de tubagens e Ductos
Informação:
Com esta nova ferramenta podemos facilmente atribuir isolamento e forro.

Funcionalidade: Modelação de tubagens e condutas paralelas
Informação:
Com esta nova ferramenta podemos facilmente definir redes compostas por tubagens paralelas com curvaturas concêntricas ou angulares.

Funcionalidade: Tabelas de painéis
  • Informação: Trabalhe mais dinamicamente, e com maior flexibilidade. Apresente tabelas de informação dos painéis com valores de cargas, e informação das ligações atribuídas.

Sem comentários: